Ficha técnica

O casal José Henriques e Carla Moreira estava feliz no Bairro Telheiras, em Lisboa. Os abundantes jardins e lojas, as boas escolas e o fácil acesso ao metro e a estrada, convenceu-os de buscar ali mesmo um apartamento um pouco maior para criar seus dois filhos.

Um prédio antigo com uma fachada quadriculada em preto-e-branco chamou sua atenção e, ao entrar, encontraram uma unidade à venda com vistas amplas para o sul, mas com um interior escuro e subdividido. Foi quando seu arquiteto, Miguel Marcelino, convenceu-os de que precisavam derrubar paredes para trazer mais luz natural para o espaço.

O primeiro passo seria integrar a sacada fechada com o corredor, a cozinha, a sala de estar e um pequeno quarto adjacente, deixando as vigas e as colunas de concreto aparentes. “Eu queria criar uma espécie de ruína, como se fosse encontrada dessa maneira e depois ocupada”, explica o arquiteto. José e Carla aprovaram a proposta de Marcelino, e uma renovação completa começou no final de 2015.

Pelo Arquiteto:

Este apartamento, construído nos anos 80, tem problemas típicos das debilidades arquitetônicas da maior parte dos edifícios habitacionais portugueses da segunda metade do século XX: tetos baixos em toda a casa, espaços subdivididos, cozinhas estreitas e compridas, corredores sinuosos e numerosas protuberâncias de pilares e vigas que revelam um conflito não resolvido entre estrutura e arquitetura.

A intervenção busca reduzir o corte usual entre cozinha, hall, corredores e sala de estar, criando um espaço fluido com grandes campos visuais e possibilidades mais ricas de apropriação. Os quartos mantêm um carácter privado e os sanitários são redesenhados de forma a quebrar a sensação de claustrofobia.

Elementos estruturais protuberantes de vigas e pilares terão seu concreto reexposto, sem vergonha, e junto com os novos elementos de madeira, contribuirão para a nova atmosfera do apartamento, reacendendo as qualidades e o prazer de morar em um apartamento, em uma cidade.

Fonte: www.marcelino.pt

Última atualização em 10 de maio de 2020

Miguel Marcelino

Autor do projeto

Miguel Marcelino (Portugal, 1981), arquitecto (UAL, 2005), vive e trabalha em Lisboa. Estudou música no Instituto Gregoriano de Lisboa entre 1993 e 1998. Colaborou com Herzog & de Meuron (Suíça,...

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *